Animais do nosso mundo

Crueldade infligida aos tubarões! Basta!

Antes de abordar o tema principal, quero que saibas que os tubarões não são "assassinos sanguinários", é um mito! "Não mais que doze pessoas por ano são mortas por tubarões pelo mundo. De fato, é mais perigoso jogar golfe do que nadar no oceano com tubarões. Mais jogadores de golfe são atingidos por raios e mortos todos os anos do que o número total de fatalidades envolvendo tubarões. Estatisticamente, é mais perigoso atravessar a rua do que nadar com tubarões."

Na minha opinião, este mito sem fundamento algum, está a beneficiar as indústrias que lucram milhões (se não, biliões).

Os tubarões existem à mais de 400 milhões de anos. São seres perfeitos, a sua morfologia pouco se modificou ao longo do tempo. E, são considerados os principais predadores marinhos, ou seja, é muito fácil de percebermos que os tubarões são essenciais ao ecossistema dos oceanos.

(mais…)

Por Ana Fernandes, Há
O saber não ocupa lugar

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Depois de ter visualizado um vídeo, intitulado "Mas afinal o que são os direitos humanos?", fiquei perplexa comigo mesma por não saber responder a tal. Assim como eu, várias pessoas entrevistadas no vídeo também não souberem responder, e talvez tu também não saibas. Deste modo, resolvi abordar este tema e dar a conhecer o que são os direitos humanos.

A Declaração Universal dos direitos Humanos, trata-se de um documento elaborado por representantes de diferentes origens jurídicas e culturais de todas as regiões do mundo, a Declaração foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em Paris, em 10 de Dezembro de 1948, através da Resolução 217 A (III) da Assembleia Geral como uma norma comum a ser alcançada por todos os povos e nações. Ela estabelece, pela primeira vez, a protecção universal dos direitos humanos", (http://www.onu.org.br/a-onu-em-acao/a-onu-e-os-direitos-humano).

(mais…)

Por Ana Fernandes, Há
O saber não ocupa lugar

Charles Darwin: Selecção natural

Como é do nosso conhecimento, no passado a origem da vida era explicada através da Bíblia, ou seja, tudo o que existia era obra de "Deus". Era ensinado às pessoas (e infelizmente, ainda prevalece esta ideia, nas culturas dos dias de hoje), por exemplo, que a Terra tinha 6.000 anos (hoje sabemos, que a Terra tem 4,6 biliões de anos). Portanto, presumia-se que a origem do homem fosse recente.

Em 1859, Charles Darwin provocou uma revolução, com a publicação do livro A origem das espécies. Esta revolução não aconteceu apenas nas ciências biológicas, mas no conceito filosófico e moral que o homem ocidental tinha de si mesmo. (mais…)

Por Ana Fernandes, Há