“A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que os seus animais são tratados.”

Mahatma Gandhi

Atenção, o vídeo abaixo contém imagens chocantes!

Quando visualizei este vídeo, filmado pela PETA, fiquei chocada com a forma como os asiáticos maltratam estes animais, ou seja, gatos e cães.

Só tenho uma palavra que descreva este tipo de ser humano, insano!!

Sofro, só de pensar que um animal que nasça neste país (a grande maioria) tem um destino cruel!

As pessoas que fazem isto com os animais, pela observação nos vídeos que tenho visto, desprezam-nos como se eles lhes tivessem feito o pior mal do mundo.

Porque é que os odeiam tanto?

Será assim tão difícil de se sentir verdadeiramente um outro ser?

De se colocar na pele do animal que está ali a sofrer?

Porque é que este povo comete tais atrocidades?

Para esta última questão, talvez tenha uma resposta, habituação!

Este povo, nasce, cresce e morre a tratar mal os animais. Deste modo, cometer tais atrocidades, é normal para eles. Para não falar dos lucros que advêm de tal crueldade!

Mas o que me revolta mais, neste caso, é o fato de lhes infligirem tamanho sofrimento que é demasiado desumano de se observar.


Na minha opinião, todos os animais (sirvam de alimento ao ser humano, ou não) deveriam de ser tratados com respeito, e neste país são desrespeitados ao cúmulo!!

Em muitas culturas, inclusivamente na nossa, nós tratamos (pelo menos a maioria das pessoas) os cães e gatos com carinho, amor, atenção e cuidado. Chamamos-lhe de “melhor amigo”.

Porque é que certas culturas não o fazem?

Sinceramente, nunca irei entender!


A China mata por dia, milhares de animais domésticos sem o mínimo de consideração! É lamentável!

Milhares de animais (como se pode visualizar no vídeo acima) são enjaulados em pequenas jaulas, onde são empilhados uns por cima dos outros, portanto, sem condições algumas no transporte, até chegarem aos matadouros ou aos mercados. As expressões dos pobres animais são de terror, de aflição, demasiado doloroso de se observar.

Quando chegam aos locais pretendidos pelo homem, este pega nas jaulas, e do cimo do camião, sem dó nem piedade (como se costuma dizer) atiram as jaulas para o chão sem pensarem sequer se irão ou não magoar os animais.

Como deves imaginar, devido ao impacto da jaula com o chão, muitos animais ficam feridos, inclusive ficam com membros partidos e feridas expostas. Imagina o sofrimento destes pobres animais! A respiração dos cães e dos gatos torna-se ofegante, devido ao medo e à desorientação que sentem.

Alguns destes seres humanos que descarregam este “material” (pois para eles, estes animais não passam de mercadoria) espicaçam os animais através das jaulas e dão-lhes pontapés (quando algum destes seres tem um membro fora da jaula). Quando os retiram das jaulas, fazem-no com uma espécie de alicate gigante, como se tratasse de um simples objecto! Muito triste!

Onde está o respeito pela vida?


Quando vi o vídeo (acima) senti-me indignada, estes seres humanos não têm sentimento algum no seu coração. No coração deles, na minha opinião, só transborda ódio, e nada mais!

Qual o objectivo da China em reproduzir tantos cães e gatos?

É simples, para lucrarem quantias de dinheiro exorbitantes!

Estes animais são criados em quintas “especializadas”, mas de especializadas, na minha opinião, nada têm! Os animais são deixados ao frio, no Inverno, para que as suas peles se tornem mais espessas. Fazem tal, porque sabem que o lucro será maior! Enfim!

Existem vídeos na Internet em que mostram muitos destes animais a serem esfolados vivos, para lhes retirarem as suas peles. Estas, são usadas para o fabrico de casacos de peles, e afins. Mas não julgues que utilizam estas peles só no seu país, não!

A China exporta estas peles para a Europa, “Struan Stevenson, membro do Parlamento Europeu, disse à BBC que 2 milhões de gatos e cachorros são mortos na China para satisfazer a demanda na Europa. Activistas dos direitos dos animais acusam a Comissão Europeia de falta de vontade política para tratar da questão, afirmando que esse tipo de comércio não apenas é moralmente repugnante, mas também um caso de fraude contra o consumidor” (http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2003/030508_gatodtl.shtml).

Neste link, podes ler mais uma notícia sobre este tipo de fraude, que está a invadir a Europa: http://www.jn.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=580268

As peles destes seres estão a ser vendidas aos consumidores, como sendo sintéticas. Realmente, o homem desce tão baixo só para enriquecer. E nós, ignorantes, acreditamos nas supostas etiquetas que só nos enganam!

A realidade nunca é o que julgamos que seja!

Pensa nisto!

Para além do comércio das peles, as carnes destes animais (considerados por nós, de estimação) são comercializadas como alimento, para os asiáticos.

Os mais cépticos irão dizer, “mas os ocidentais também matam as vacas e porcos para comerem”, até aqui estarão certos. Mas porque é que os fazem sofrer tanto até chegarem ao seu prato? Só tenho uma palavra que descreva tal, desumano!!

No momento de os cozinharem, os asiáticos fazem sofrer os animais de propósito. Pois acreditam que “quanto maior o sofrimento do animal melhor sabor terá a sua carne”. Que ignorância!

Deste modo, estes seres são “torturados, humilhados, esfaqueados, enforcados ou afogados”, assim como são colocados para dentro de uma panela de água a ferver, ainda vivos! Imagina o sofrimento causado ao pobre animal ao sentir a sua pele e o seu interior a ser cozido.

Que mortes excessivamente dolorosas!

É demasiado cruel o que fazem aos cães e aos gatos!

Que prazer é que o ser humano sente ao agir desta forma atroz?

Nunca irei entender! Nunca!!

“A carne destes animais, é considerada de alto valor nutritivo, sobretudo no Inverno, é especialmente apreciado nas províncias do sul da China e pela minoria étnica coreana que vive no norte do país. Diz-se que a carne de cão e de gato tem propriedades medicinais, mas defensores dos direitos dos animais argumentam que esta crença não é confirmada pela ciência.”

Realmente!! Que crenças arcaicas, por favor!!

Na minha opinião, estamos na Era do Holocausto animal, era esta criada pela espécie mais temida à face da Terra, o homem. A única espécie que mata em massa, as outras espécies existentes no planeta, sem o mínimo de respeito.

Temos de começar a agir e a ser a voz dos 2 milhões de cães e gatos que anualmente são assassinados na China!

Estes seres inocentes agoniam nas mãos e nos olhares de gozo por parte dos seres humanos gananciosos.

Vamos continuar a lutar juntos, e obrigar o governo chinês a proibir tais práticas, são inadmissíveis em pleno século XXI!

Por favor, assina as petições abaixo! Obrigada!

http://www.thepetitionsite.com/takeaction/395/884/823/

http://www.thepetitionsite.com/427/339/053/tell-s-korea-to-stop-boiling-cats-and-dogs-alive/

Só um conselho, cuidado, principalmente, com o que compras nas lojas dos chineses, pelo menos evita os materiais ditos sintéticos, pois são feitos das peles destes maravilhosos seres.


11 comentários

marco polo · 10 de Julho de 2014 às 16:23

povo nojento sem respeito aos animais são canibais

B®an©o Mor@is · 21 de Maio de 2014 às 3:23

Infelizmente não tenho poderes para acabar eles, mas a ONU tem, mas faz nada e acaba sendo convivente com este fato sendo assim piores que estes filhos da puta!

lia · 12 de Agosto de 2013 às 23:17

povo nojento, todas as pessoas tinham que parar de comprar qualquer tipo de coisa dessa raça horrorosa.

alex · 15 de Abril de 2013 às 3:31

légia sua gostosa

nokitas · 30 de Janeiro de 2013 às 18:07

Se a ONU vê, pouco faz, infelizmente! 🙁

Taicy Pontes · 24 de Janeiro de 2013 às 3:40

Pelo amor de Deus, a ONU nao está vendo isso não?????????? Será possível que as autoridades nao interfiram e mudem as leis junto aos lideres asiaticos pra mudar essa realidade. Isso é revoltante, sinto uma dor enorme e sinto-me impotente por nao poder fazer nada pra mudar isso. Lamentavel que existam pessoas que se acham mais merecedoras da vida do que os proprios animais. Esses individuos que cometem estas atrocidades nao merecem viver…

nokitas · 11 de Dezembro de 2012 às 11:55

Não dá para entender mesmo… é muito triste! ): E este é um dos muitos casos, porque se formos a ver “com olhos de ver”, acontece um pouco por todo o mundo… e os matadouros são outro exemplo dos maus tratos infligidos aos animais…

Patrícia Passos · 10 de Dezembro de 2012 às 20:57

Fico revoltada com isto que vejo, nao consigo imaginar uma coisa assim….como o ser “humano” tem coragem de fazer isto com os animais?? Nao entendo….nao entendo…..

Elen · 5 de Dezembro de 2012 às 7:47

Não podemos esquecer que os coreanos, vietnã tambem fazem o mesmo que os chineses, a Ásia em geral é um inferno para os animais.

Cleusa Pereira Rezende · 4 de Dezembro de 2012 às 15:11

Povo do capeta…não existe lei nessa droga de país! gente imunda, nojenta, cruel…

LÉGIA berton · 4 de Dezembro de 2012 às 15:00

Cultura inútil. Respeitar todo e qualquer ser vivo é fundamental!! Sinto vergonha e meu mundo acaba de tanto remorco por esta gente que não consegue ter amor e compaixão no coração. Não tenho palavras pra descrever meu desprezo e ódio total que sinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Animais do nosso mundo

Estamos na Era do Holocausto Animal, cabe-te a ti decidir mudar!

Visualiza este vídeo e passa a quem conheças.  Juntos podemos fazer a diferença! Quem conseguir mudar os seus hábitos, não estará a contribuir para tal crueldade!

Animais do nosso mundo

Estamos a transformar os belos elefantes em assassinos de seres humanos, lê e descobre porquê!

Se o homem entendesse quantas espécies se extinguiram e quantas estão em vias de extinção, devido à sua irracionalidade, talvez começasse a olhar para os animais com outro olhar. Um olhar profundo, interrogador, não para Ler mais…

Animais do nosso mundo

Crueldade infligida aos tubarões! Basta!

Antes de abordar o tema principal, quero que saibas que os tubarões não são “assassinos sanguinários”, é um mito! “Não mais que doze pessoas por ano são mortas por tubarões pelo mundo. De fato, é Ler mais…