Se o homem entendesse quantas espécies se extinguiram e quantas estão em vias de extinção, devido à sua irracionalidade, talvez começasse a olhar para os animais com outro olhar. Um olhar profundo, interrogador, não para os prejudicar, mas para os entender. Perceber que existem muitos animais que tal como nós sentem fome, frio, calor, têm necessidade de afecto, de atenção. Quando interiorizarmos emocionalmente (não intelectualmente) tal fato, iremos começar a protegê-los, a amá-los cada vez mais, a olhá-los com mais sensibilidade, e amor.

Só espero que a humanidade entenda, de uma vez por todas, que os animais são muito semelhantes a nós, à excepção do físico, do seu habitat e da linguagem.

Estas pequenas diferenças fazem com que nos diferenciemos deles, mas temos de perceber que as diferenças não nos devem separar, mas devem unir-nos, deste modo, conheceremos verdadeiramente as outras espécies, só assim lhe daremos real valor.

Mas infelizmente, a realidade dos nossos dias, é outra!

Temos outra situação lamentável no mundo. Os elefantes, estas belas criaturas, estão em risco de desapareceram totalmente do planeta, devido à ganância desenfreada do homem.

Denominam-nos de selvagens, mas mais selvagens do que este belo animal, é o homem, o seu único predador.


Para que saibas, os elefantes encontram-se entre os dez maiores animais do mundo. Considerados, os maiores mamíferos terrestres do planeta. Podem chegar a pesar até 7 toneladas.

Vivem juntos, em grupos fechados, durante muitos anos, protegendo-se uns aos outros. O que origina que se desenvolvam, entre eles, fortes laços. “Tanto que quando um companheiro morre, eles realmente sentem. Quando os elefantes se deparam com esqueletos, eles pegam nos ossos e ficam horas lá, olhando, bramindo. E ficam juntos como um grupo. Este é um comportamento que não costumamos ver em nenhum outro animal que conhecemos. Este comportamento revela um forte laço de família, e uma enorme capacidade de compaixão.”

Se possuem compaixão, podem também sentir raiva. Em certa parte, os elefantes comportam-se como nós.

Estes belíssimos seres, “vivem entre 6o a 70 anos, os machos vivem mais, existem machos que conseguiram viver mais de 90 anos.”

São considerados seres muito inteligentes, possuindo uma boa memória. A primeira ressonância magnética do mundo, ao cérebro de um elefante, mostra que estes possuem um grande hipocampo, o centro de memória do cérebro. O que sugere que os elefantes tenham a capacidade de armazenar acontecimentos traumáticos, e horríveis, em detalhes vivos. “Os elefantes, não apenas, jamais esquecem, eles também jamais perdoam.”

Por milhares de anos, os elefantes e humanos conviveram pacificamente. Posteriormente, o homem começou a caçá-los para os circos, para os zoológicos, e para além destes aspectos, o homem começou a matá-los em massa. Para poderem obter as suas presas de marfim, somente para lucrarem com isso, nada mais!

Devido aos maus tratos sofridos, infligidos pelos seres humanos, os elefantes começaram a armazenar na sua memória experiências traumatizantes.

Inclusive, as crias que presenciam a morte de adultos da sua espécie, aspecto este crucial, leva a que não se esqueçam o que assistiram. Quando se tornam adultos, começam a tornar-se agressivos, pois associam o ser humano, a um ser perigoso. E, têm toda a razão!! Os elefantes sentem que os humanos lhes “declararam guerra”.

Portanto, devido a sentirem-se ameaçados pelo homem, na actualidade, o elefante está a a matar mais de “500 pessoas por ano, e este número continua a subir”. Nos anos 70, era raro ouvir-se dizer que um elefante matou pessoas, mas infelizmente, este aspecto está a mudar.

Este fenómeno, segundo alguns investigadores, é difícil de ser explicado. Alguns acreditam, que foi do fato da nossa população ter crescido, e termos invadido o habitat natural dos elefantes. Levando-os, a  atacar as pessoas.

Existem outras pessoas, assim como eu própria que sou da mesma opinião, que os elefantes estão a começar a matar os seres humanos, devido ao fato de possuírem uma bela memória e de não se esquecerem de quem lhes faz mal. Eles, simplesmente, estão a começar a tratar o ser humano, como este o tratou durante anos, e anos seguidos.

Este fenómeno, deveria abrir a mente do homem comum, que só quer lucrar à custa de seres inocentes.

Os seres humanos deveriam entender que os elefantes têm sentimentos, tal e qual, como nós. Aliás, por vezes, os elefantes são muito mais humanos que nós mesmos.

A culpa é nossa, dos elefantes terem começado a matar os seres humanos! Nós, originamos ódio neles, ao longo das décadas. Tal e qual acontece com uma criança que cresce num ambiente violento.

Se eles estão a agir desta forma, nós só deveríamos entendê-los. Entender, que eles só estão a querer defender a sua espécie, o seu habitat, a sua própria sobrevivência.

Deveríamos entender que o ser humano costuma perder a paciência facilmente. Os elefantes, tentaram viver pacificamente connosco. Mais do que paciência, tiveram eles. Neste momento, estão saturados da espécie humana, perderam a paciência, e resolveram reivindicar. Eu, estou com eles!

Estão a mostrar-nos que também podem defender-se; estão a mostrar-nos que estão cansados de verem os seus semelhantes a serem mortos por nós; estão a mostrar-nos que somente  querem viver em paz  no seu habitat, e nada mais!

Deveríamos começar a respeitá-los, e a deixá-los em paz!

Em 1989, o mercado de marfim foi banido do mundo, tornando-se ilegal. Para que estes belos animais fossem poupados.

Para tua informação, a África já foi o lar de três milhões de elefantes. Mas infelizmente, continuam a existir caçadores ilegais. Estes, continuam a matar os elefantes, somente para obterem o marfim, e nalguns casos, a carne.

Segundo a ONU, “a caça de elefantes na África dobrou na última década e o comércio ilegal de marfim triplicou no mesmo período, o que representa uma “grave ameaça” para esses mamíferos. (…)

Segundo especialistas, a principal causa do sumiço dos elefantes é o comércio de marfim para a Ásia, especialmente a China. Apreensões em larga escala sugerem que redes de criminosos estão realizando o tráfico do marfim entre os dois continentes. Somente em 2011, 40% da população de elefantes africanos teriam sido mortos ilegalmente. O número equivale a 17 mil animais.”

Incrível, só em 2011, 17 mil animais foram massacrados!!! Como é possível? Como é que o homem só consegue pensar em dinheiro?

As vidas de seres essenciais ao equilíbrio da natureza, e de nós mesmos, não deveriam ser descartadas deste modo cruel.

As peças decorativas, ou seja o que for, produzido em marfim, não deveriam ser mais valiosas do que as vidas destes belos seres. Na China, “o marfim é símbolo de riqueza e status”, este povo deveria era ganhar um pouco mais de consciência, e deixar essas tradições arcaicas de lado, que não levam a lado nenhum, pelo contrário, só levam à morte de seres inocentes!

É injusto, para com eles, sobrepormos o dinheiro como sendo a coisa mais importante, e descartarmos uma vida inocente assim… triste realidade, a que vivemos na actualidade!!

Para que ganhes consciência, restam no mundo apenas 400 mil elefantes. Se a China não acabar com o comércio de marfim no país (“40% de todo o material comercializado tem a China como destino”), estes maravilhosos seres em 10 anos poderão desaparecer, caso, a caça furtiva continue ao ritmo actual. Aproximadamente, 40 mil elefantes são mortos todos os anos devido ao tráfico de marfim.

Para além de os matarem em massa, “a sobrevivência dos elefantes também está ameaçada pela crescente perda de habitat, actualmente em 29% da área, por causa do aumento populacional e conversão em larga escala de terras para a agricultura. Se a tendência continuar, até 2050 o habitat dos elefantes será reduzido em 63%.”

Para finalizar, deixo aqui um pensamento da Drª Dame Daphne Sheldrick, retirado do documentário, intitulado “Expedições de Josh Bernstein – Elefante”.

Dame Daphne , acredita que a população de elefantes hoje possa estar a sofrer de um tipo de trauma da espécie. E isso, faz com que os elefantes ataquem violentamente os humanos.

Ela diz o seguinte, “sabe, eles sempre foram chamados de elefantes selvagens, mas ninguém fala dos humanos selvagens, que ameaçam cruelmente os elefantes, e que os transformaram nisso que são hoje. Os elefantes vivem pacificamente nas suas terras com as outras criaturas, e a única coisa que eles odeiam são os humanos! E, os humanos deveriam-se perguntar, porquê?”

Deveríamos começar a agir, a respeitar as outras espécies, só desta forma, poderemos viver em harmonia, em equilíbrio com a natureza!

Os bens materiais, de nada valem, uma vida sim!! E esta, deve ser sempre valorizada!

Pensa nisto!!


Webgrafia:

Jornal Tribuna de Macau. Disponível em: http://jtm.com.mo/ultimas/comercio-de-marfim-na-china-pode-eliminar-elefantes-em-10-anos/. Acesso em: 14-07-2013.

ONUBR. Disponível em: http://www.onu.org.br/comercio-ilegal-de-marfim-triplica-em-uma-decada-e-poe-em-risco-elefantes-africanos-alerta-onu/. Acesso em: 14 -07-2013.

GREENSAVERS. Disponível em: http://greensavers.sapo.pt/2013/06/18/elefantes-vao-extinguir-se-caso-a-china-nao-proiba-o-comercio-de-marfim/. Acesso em: 14-07-2013.

NATIONALGEOGRAPHICBRASIL. Disponível em: http://viajeaqui.abril.com.br/materias/fotos-dos-maiores-animais-do-planeta#9. Acesso em: 14-07-2013.

Youtube: Documentário: As Expedições de Josh Bernstein – Elefantes [Discovery Civilization]. Disponível em:

Acesso em: 14-07-2013.

As Expedições de Josh Bernstein – Elefantes [Discovery Civilization]


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Animais do nosso mundo

Estamos na Era do Holocausto Animal, cabe-te a ti decidir mudar!

Visualiza este vídeo e passa a quem conheças.  Juntos podemos fazer a diferença! Quem conseguir mudar os seus hábitos, não estará a contribuir para tal crueldade!

Animais do nosso mundo

Crueldade infligida aos tubarões! Basta!

Antes de abordar o tema principal, quero que saibas que os tubarões não são “assassinos sanguinários”, é um mito! “Não mais que doze pessoas por ano são mortas por tubarões pelo mundo. De fato, é Ler mais…

Animais do nosso mundo

China: maus tratos a cães e a gatos!! Inadmissível!

“A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que os seus animais são tratados.” Mahatma Gandhi Atenção, o vídeo abaixo contém imagens chocantes! Quando visualizei este vídeo, filmado pela PETA, fiquei chocada com Ler mais…