Por vezes, temos tendência de achar que a solidão é algo mau. Associamos a solidão a alguém que percorre o caminho da vida sozinho. Mas engana-se, quem assim pensa!

Na solidão encontra-se um amigo. A nossa própria companhia, é o amigo.

Se juntarmos a solidão, o amigo, o nosso pensamento questionador, estes três em conjunto transformam-se num só. Só assim, se descobrem coisas novas. Portanto, a solidão, é essencial para o nosso autoconhecimento, para a compreensão dos acontecimentos que nos atingem, por vezes que nem um raio. Estes ajudam-nos (mais) a despertar. A crescer, a compreender.

Podemos não entender nada de nada no momento. Mas para quem se procura encontrar a si mesmo, entenderá através da reflexão, que existe algo mais a trabalhar por trás. O mecanismo que nos dá vida, mantém-nos dentro de um determinado padrão. Mas quem se conhece verdadeiramente, quem anda atento, entenderá que para além desse complexo mecanismo, existe o “algo mais” a funcionar por trás.

Quando nos dizem que nós escolhemos o nosso caminho. Talvez não passe de uma ilusão. Pensa duas vezes, mas reflete profundamente, e entenderá o que te quero mostrar.

Tudo o que te acontece, acontece exatamente como tem de acontecer. Mais cedo ou mais tarde, a magia da tua caminhada transforma-se no caminho que tu próprio deves percorrer. Sim, existem muitas pessoas que nunca entenderão o que quero dizer, porque ainda não conseguem enxergar a magia do movimento que nos guia na vida.

Precisas de tempo, paciência, atenção, entendimento, facilidade de te veres a ti mesmo, coragem para te ultrapassares, e o saber questionar é fundamental. Depois virão as respostas.

O que de mais belo posso retirar da minha caminha pela vida, é o movimento de todos os acontecimentos que me guiaram, que me fizeram crescer, que me ajudaram a ver tantas coisas que eu não enxergava. Agora, vejo com tanta facilidade. Olho o movimento da vida com muita simplicidade, e não o acho, em nada, complexo.

É demasiado maravilhoso, não tenho palavras para descrever o entendimento que adquiri ao conhecer-me assim. Hoje sei, que nada na vida me aconteceu por acaso, tudo teve uma razão para que as coisas acontecessem exatamente como tinham de acontecer. Estavam a preparar-me para algo. A tornar-me mais forte, mais lutadora, mais reflexiva, mais entendedora, mais calma, mais tudo.

Hoje, posso dizer, que não lamento nada o que me tenha acontecido na vida.

Até mesmo quando me parecia que eu não andava para a frente. O me sentir parada no tempo. O negativismo, que por vezes senti. Os bloqueios, as tristezas, angústias. As alegrias. O ajudar alguém. Entre tantas outras. Tudo, teve uma razão de ser.

Não lamento sequer as más companhias (sim, todos nós as tivemos); as pessoas que em algum momento me magoaram; as pessoas negativas que por vezes me anulavam de mim. Só tenho algo dizer, obrigada, fizeram-me crescer, entender um dos ramos da vida.

Todos os dias cresço, seja com pessoas que por mero acaso se cruzam comigo, seja com as pessoas com quem convivo, seja comigo mesma.

Sinto-me muito feliz por ter atingido tal nível de compreensão. Mas mais feliz por saber que não estou só, conheço uma pessoa exatamente como eu. E muitas outras, eu sei que andarão por ai, algures. Talvez anuladas de si.

Há uma evolução constante dentro de nós, procura a tua. Não te percas, encontra-te. Ao te encontrares, descobrirás por ti mesmo, tantas coisas maravilhosas. Não queiras fazer parte daquele pequeno numeró de pessoas que só no final da vida entendem o movimento a trabalhar por trás.

Não percas tempo com futilidades, perde tempo a conhecer-te! 😉

Categorias: As minhas reflexões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

As minhas reflexões

Quantas pessoas…

Quantas pessoas se cruzam connosco durante o tempo das nossas vidas? Quantas pessoas nos marcam para sempre? Quantas pessoas se ausentam das nossas vidas? Quantas pessoas que gostávamos ou que conhecíamos morreram? Quantas pessoas nos Ler mais…

As minhas reflexões

A vida é um caminho…

A vida é um caminho que todos nós temos de percorrer. Por vezes, este caminho transforma-se num subida bastante íngreme, muito custosa de subir. A caminhada é difícil, pois tem-se a sensação que se caminha Ler mais…