O olhar de um animal abandonado. Consegues vê-lo?

O olhar dos animais abandonados deixa-me profundamente triste.

Quando encontro um animal abandonado pergunto-me, como é que existem pessoas tão frias, capazes de abandonar um ser indefeso?

Sinceramente, custa-me a compreender. Assim como, eles também não compreendem o motivo pelo qual foram abandonados.

O olhar com que nos olham é um olhar de quem se sente perdido, desesperado. Um olhar interrogativo, porquê?


Na minha opinião, se os animais pudessem comunicar diriam:

O que foi que eu fiz para me abandonarem?

Será que não demonstrei, que não transmiti amor suficiente aos meus donos?

Porque não se aperceberam eles que eu os amava incondicionalmente?

Porque não reparam nos meus sinais?

Todos os dias, eu agradecia a comida, a atenção, o amor, que me davam.

Nunca me disseram ou demonstraram que me odiavam.

Nunca mordi ou magoei alguém, que “justificasse” eles terem feito isto comigo.

Infelizmente, nunca me ensinaram o que era viver na rua.

Sinceramente, não consigo entender!

Porque me abandonaram eles?

 

Sempre fui carinhoso, obediente, e paciente.

Posso dizer, que muitas brincadeiras me aborreciam. Mas, eu tolerava-as por amor aos meus donos.

E eles abandonaram-me! Porquê?

Agora, estou aqui na rua!

Tenho fome, sede, frio, e sinto-me triste. Principalmente, sinto a falta do carinho dos meus donos.

Como me sinto perdido!

Sinto-me sem energias para tentar sobreviver. Não sei o que fazer.

As pessoas que passam por mim desprezam-me, afugentam-me de todos os sítios, dão-me pontapés. Muitas das vezes, magoam-me muito! Chego a ficar com feridas muito difíceis de cicatrizar.

Afinal, o que eu fiz de errado?

Sou um simples animal abandonado.

Porque é que as pessoas me ignoram, e me maltratam?

Eu nunca fiz mal a ninguém. Não consigo entender!

Dói-me o coração! Cada vez que me lembro que fui abandonado pelos meus donos.

Francamente, nunca irei compreender a sua atitude.

Abandonou-me, e nem sequer olhou para trás. É duro!

Limitei-me a correr atrás do carro dos meus donos. Mas não consegui alcançá-lo.

Depois de ter falado com outros animais abandonados. Percebi que a maioria das pessoas abandona os animais em locais bem longe da sua casa. Eles não querem que voltemos.

Que confuso que é!

Que desorientação que se sente!

Os barulhos estranhos a que não estava habituado deixam-me desorientado.

Os carros que circulam na rua assustam-me.

As pessoas nem sequer olham para mim.

A fome, o frio, o medo que sinto à noite apavoram-me.

Não gosto da noite, é quando me recordo mais dos meus donos. Dos mimos que poderia estar a receber, do conforto, do quentinho da casa, da segurança, e da minha caminha.

Sinto-me triste, muito triste!

Tenho vontade de desistir…

Por favor, em nome de todos os animais do mundo peço-vos, não nos abandonem!

Não veem que nós também temos sentimentos?

Como vocês humanos, nós sentimos igual. Amor, alegria, dor, tristeza, frio, fome, calor, sede. Simplesmente, não conseguimos falar a mesma linguagem que vocês. Nós comunicamo-nos através de sinais. Infelizmente, uma boa parte das pessoas não conseguem interpretar os nossos sinais, e abandonam-nos.

Se por algum motivo não podes continuar a ter o teu animal de estimação, entrega-o a alguém que possa tomar conta dele. Seja a quem for, mas não o abandones! Esta é uma atitude desumana.

 

Consegues ver o que eu vejo?

Consegues sentir o que eu sinto, em relação aos animais abandonados?

Então age!

Mas de forma correta e digna, para com uma outra vida.

Adota um animal da rua, ao invés de comprares um. Porque um amigo não se compra, adota-se!

Lembra-te, se eles comunicassem connosco diriam:

Não peço nada mais do que comida, uma tigela com água, uma casota ou um cobertor, seja dentro ou fora de casa. Desde que tenha alguém que tome conta, e que goste verdadeiramente de mim, serei feliz. Nada mais te peço…

Ao escrever este texto tentei sentir o que os animais sentem quando são abandonados. Espero que sintas algo parecido ao sentido por mim.

Sê consciente, os animais não têm culpa dos seres humanos serem irresponsáveis.

Trata-se de vidas, de belos seres que não pediram para nascer. Merecem todo o nosso amor, e respeito. Pensa nisto!


3 comentários

Susani · 5 de Novembro de 2017 às 3:50

Só posso dizer uma coisa: CHOREI…

Rute · 12 de Março de 2010 às 20:19

so acho um absurdo,as pessoas deciderem ter um animal de estimação para depois deitar fora como um objecto

detestavel:Aqui vimos o quanto o ser humano é desprezivel e mau

Rute · 2 de Março de 2010 às 15:38

sinceramente tudo isto é revoltante mas ainda pior que isso,é estarmos a assistir á destruição total do nosso mundo e nem se quer ligamos a nada disso.È preciso urgentemente encontrar o equilibrio das coisas e parar de uma vez por todas de sermos uma cambada e egoistas….

Muito triste transformarmos o nosso mundo no próprio inferno…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Animais do nosso mundo

Estamos na Era do Holocausto Animal, cabe-te a ti decidir mudar!

Visualiza este vídeo e passa a quem conheças.  Juntos podemos fazer a diferença! Quem conseguir mudar os seus hábitos, não estará a contribuir para tal crueldade!

Animais do nosso mundo

Estamos a transformar os belos elefantes em assassinos de seres humanos, lê e descobre porquê!

Se o homem entendesse quantas espécies se extinguiram e quantas estão em vias de extinção, devido à sua irracionalidade, talvez começasse a olhar para os animais com outro olhar. Um olhar profundo, interrogador, não para Ler mais…

Animais do nosso mundo

Crueldade infligida aos tubarões! Basta!

Antes de abordar o tema principal, quero que saibas que os tubarões não são “assassinos sanguinários”, é um mito! “Não mais que doze pessoas por ano são mortas por tubarões pelo mundo. De fato, é Ler mais…